TREINAMENTO DE TRABALHO EM ALTURA NR 35

Quem deve fazer o curso da NR-35? 

A Norma Regulamentadora nº 35 ou NR-35, cujo recebe o título de “Trabalho em Altura”, foi aprovada pela Portaria n.º 313, de 23 de março de 2012 do Ministério do Trabalho e Emprego – MTE. A norma regulamentadora nº 35 estabelece os requisitos mínimos e as medidas de proteção para o trabalho em altura, 
envolvendo o planejamento, a organização e a execução, de forma a garantir a segurança e a saúde dos trabalhadores envolvidos direta ou indiretamente com esta atividade. Segundo ao subitem 35.1.2 da norma regulamentadora NR 35, considera o trabalho em altura toda atividade executada acima de 2,00 m (dois metros) do nível inferior, onde haja risco de queda. 

Profissionais que devem fazer o curso da NR-35 

De acordo ao subitem 35.3.1 da norma regulamentadora nº 35, estabelece que: “35.3.1 O empregador deve promover programa para capacitação dos trabalhadores à 
realização de trabalho em altura.” Considera-se o trabalhador capacitado para trabalho em altura aquele que foi submetido e aprovado em treinamento, teórico e prático, com carga horária mínima de oito horas, cujo conteúdo programático deve, no mínimo, os seguintes temas: 
a) Normas e regulamentos aplicáveis Ao trabalho em altura; 
b) Análise de Risco e condições impeditivas; 
c) Riscos potenciais inerentes ao trabalho em altura e medidas de prevenção e controle; 
d) Sistemas, equipamentos e procedimentos de proteção coletiva; 
e) Equipamentos de Proteção Individual para trabalho em altura: seleção, inspeção, conservação e 
limitação de uso; 
f) Acidentes típicos em trabalhos em altura; 
g) Condutas em situações de emergência, incluindo noções de técnicas de resgate e de primeiros socorros. 

O programa de capacitação do trabalhador para trabalhos em altura deve ser estruturado da seguinte forma: 
Treinamento Inicial – Deverá ser realizado antes dos trabalhadores iniciarem suas atividades em altura; 
Treinamento Periódico – Deverá ser realizado bienalmente, ou seja, a cada dois anos. 

 

Conteúdo Programático

TEORIA

Normas e regulamentos aplicáveis ao trabalho em altura;
Tipos de Acesso  - Cordas, Escadas, Andaimes, Cadeira Suspensa;
Análise de Risco - AR (Preenchimento de AR) ;
Atividades Rotineiras  e não Rotineiras  - Formulários  POP, APR e PTA;
Condições Impeditivas para Trabalho em Altura;
Planejamento, Organização e Execução;
ZLQ (Zona Livre de Queda);
EPI (Equipamento de Proteção Individual);
EPC (Equipamento de Proteção Coletivo);
SPIQ (Sistema de Proteção Individual contra Quedas);
SPCQ (Sistema de Proteção Coletivo contra Quedas);
Acidentes Típicos em Trabalho em Altura; 
Sistema de Ancoragem Provisório e Definitivo para Trabalhos em Altura;
Fator de Queda F.Q.;
Suspensão Inerte;
Noções de Primeiros Socorros; 

PRÁTICA

Utilização do Cinto Paraquedista e dispositivos de Segurança;
Posicionamento do Talabarte e Trava-quedas; 
Inspeção de Cordas e Equipamentos através de Inspeção visual;
Preenchimento de Check-list para Inspeção;
Técnicas de Ancoragem;
Utilização dos Nós de Acordo com a NBR 15595 - Acesso por Cordas;
Montagem de Linha de Vida Horizontal e Vertical;

Contato

Fixo: 11.2359-9806
 

WhatsApp Comercial: 11.99797-4914

Agendamentos: 11.94444-1413

comercial@starsegsolucoes.com.br
 

Entre em contato com nossa equipe de atendimento.

De segunda a quinta das 08:00 as 17:00h

As sextas das 08:00 as 16:00h

Nas redes

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White LinkedIn Icon
  • White Google+ Icon

Onde estamos

Grajaú, São Paulo - SP

Star Seg Soluções © 2020 Todos direitos reservados. Desenvolvido por Estúdio Rosa Moinho